A aplicação da Carboxiterapia




A carboxiterapia é um método novo em medicina estética, mas a admnistração terapêutica do anidro carbônico (também denominado gás carbônico ou CO2) iniciou-se nos anos 30 na França.

Há grande número de publicações científicas a partir dos anos 50 sobre carboxiterapia, embora a maior parte concentre-se entre 1985 e 2002.

O tratamento da carboxiterapia utiliza o anidro-carbônico, um gás atóxico, não embólico e presente normalmente como intermediário do metabolismo celular. O CO2 puro medicinal é o mesmo utilizado em cirurgia videolaparoscopica (para promover pneumoperitoneo), histeroscopia e como contraste em arteriografias. No Brasil este gás pode ser fornecido pela A.G.A., Air Liquid e pela White Martins entre outros. O método é de fácil execução e dramaticamente melhora a aparência da celulite, através da melhora do microcírculo vascular (responsável pela "cura temporal") e do efeito lipolítico. É um tratamento rápido, confortável e efetivo na grande maioria dos pacientes.

A carboxiterapia consiste na administração subcutänea, através de injeção hipodérmica, do CO2 diretamente nas áreas afetadas. Em geral utilizam-se sesões bi-semanais, num total entre 12 e 20; novo ciclo terapëutico é normalmente realizado após 6 a 10 meses. Existe ainda na literatura aplicações realizadas pela via transcutanea, na forma de banho seco ou em água carbonada, estas tëm maior aplicação em balneareoterapia.

A carboxiterapia é efetiva em diversas patologias da área de atuação do médico esteta: celulite, flacidez cutânea, estrias e como coadjuvante na gordura localizada. Em outras especialidades é utilizado na terapêutica de arteriopatias, flebopatias, úlceras vasculares e psoríase entre outras.

Os Cds e Dvds Universitarios oferecem um dvd de carboxiterapia por um preço especial a leitores desse blog. Aproveite!



VEJA MAIS DVDS DA ÁREA DE ESTÉTICA. CLIQUE AQUI!

CURSOS DE DRENAGEM LINFÁTICA ON LINE. APROVEITE!

-------

Esse post é um post publieditorial

Comente:

Nenhum comentário

Comente Sempre!