O que é Talassoterapia




Técnica que faz uso da água marinha, das algas microfragmentadas e seus princípios ativos isolados, da areia da praia e até da luz solar e do ar marinho para proporcionar benefícios terapêutico. O mar desintoxica, estimula, regenera, relaxa e aumenta a imunidade. É só saber como aproveitar dessa atmosfera única para ganhar em saúde, bem-estar e boa aparência.

O ar da praia é rico em umidade e ozônio, que mantém a camada córnea da pele elástica e protegida da descamação. A radiação solar pode suprir raios infra-vermelhos e ultravioletas na medida certa para estimular a síntese de melanina e ajudar na fixação do cálcio nos ossos. A areia contém microelementos, como o selênio, fósforo, manganês, zinco, ferro e cobre, substâncias encontradas naturalmente no organismo e que aceleram as funções enzimáticas, atividades que fazem o nosso corpo funcionar. Se faltarem, algumas reações físico-químicas não acontecem ou tornam-se lentas. Já as plantas marinhas, conhecidas como algas, são o grande foco do estudo na área cosmética.

Plantas do mar

A vegetação marinha é fonte de Ácidos Graxos Polinsaturados Essenciais (PUFA), isto é, aqueles que o corpo não tem capacidade de sintetizar e são necessários para a multiplicação celular e para o desenvolvimento do organismo. Falhas nesse suprimento acarretam em disfunções muito desagradáveis, como maior sensibilidade às infeções e danos nos tecidos da pele . A alga Phaeodactylum tricornotum contém um exército de PUFA para combater e prevenir o envelhecimento cutâneo e as anomalias decorrentes das disfunções na pele.

Para uso talassoterápico podemos também optar pelas soluções contendo a alga Codium tomentosum, que garante uma pele adequadamente protegida profundamente hidratada e muito macia, agradável ao toque.

Se o assunto é tratar e prevenir o envelhecimento cutâneo, temos que citar as algas Ulva rigida, também conhecida como a planta que fornece a elastina marinha e Chrithmum maritimum, aquela doadora de oligoelementos essenciais, como o zinco.

A ação dos ingredientes ativos dessas algas aumenta a síntese de proteínas e aceleram a regeneração celular da pele, evitando a formação de rugas precoces.

A alga Phaeodactylum tricornotum tem eficácia comprovada em estudos in vivo conduzidos em voluntários humanos, confirmando o efeito de aumento da hidratação da pele após 7 dias de tratamento local, administrando um creme contendo seus princípios ativos, duas vezes ao dia. Além disso também age combatendo a inflamação da epiderme pela ação dos ingredientes poluentes atmosféricos.

A nova geração de cosméticos de tratamentos talassoterápicos antiestresse e dos produtos diurnos antipoluição usa a combinação de duas algas: Ulva lactuta e Corallina officinalis. Esse arsenal une a ação "antiveneno" da Ulva Lactuta, que diminui a toxidez de áreas poluídas até às características de alga porosa Corallina officinalis, que absorve as radiações infravermelha e ultravioleta, evitando a formação de radicais livres na pele.

Na sua próxima esticada até a praia, respire fundo, aproveite os raios solares das primeiras horas da manhã e tome um delicioso banho de imersão no mar, essa verdadeira fonte de juventude.

Comente:

Nenhum comentário

Comente Sempre!