Os 10 melhores tratamentos estéticos para eliminar a celulite




Se você também sofre deste mal, não se desespere. Saiba que cerca de 85% das mulheres têm, já teve ou vai ter celulites em alguma fase de sua vida. Atualmente, a celulite é um dos problemas que mais incomodam as mulheres do mundo todo. Entre as brasileiras, os tão temidos furinhos ocupam o primeiro lugar da lista das insatisfações estéticas. De acordo com uma pesquisa realizada recentemente, 27% das mulheres apontou a celulite como a maior inimiga do corpo, seguida das estrias, com 24% dos votos.

Quando chega o verão, a situação fica ainda pior. O calor, a praia e a piscina são fatores que facilitam e propiciam a exposição do corpo que, muitas vezes não está na sua melhor forma. Nessa hora, as mulheres recorrem aos centros de estética que disponibilizam inúmeros tratamentos para suavizar ou eliminar o aspecto de casca de laranja que marca a pele.

O aumento do interesse e da demanda de mulheres em busca de procedimentos eficazes no combate às celulites aqueceu o setor e permitiu grandes avanços. O número de estudos e investimentos na área teve um crescimento considerável nos últimos anos. E quem aproveita as vantagens dessa evolução somos nós mesmas que, desde então, temos à disposição tratamentos mais seguros e que apresentam melhores resultados na busca de uma pele lisinha e impecável.

Como definir um tratamento

Eliminar as celulites é uma questão que vai muito além da estética. Mais do que ter um corpo perfeito, as mulheres que buscam esses tipos de tratamentos ganham em autoestima e qualidade de vida. No entanto, para garantir o sucesso do tratamento é preciso que tudo seja feito com muita segurança.

O primeiro passo é consultar um profissional para analisar a real necessidade de um procedimento estético. Para isso, marque uma avaliação com um dermatologista bem recomendado. Será necessário passar por exames que determinem as áreas afetadas pela celulite e o grau das lesões. O especialista saberá indicar exatamente quais são as necessidades da sua pele e a melhor maneira de tratá-las. Ele será responsável por traçar um programa de tratamento e indicar profissionais e técnicas que se encaixem melhor dentro dos resultados que deseja alcançar. Você também pode dividir com o médico quais são as expectativas que você tem com o tratamento e, juntos, podem definir os procedimentos necessários para conseguir o efeito desejado.

Outros profissionais ainda podem contribuir bastante durante o seu tratamento. Um nutricionista pode ajudar a avaliar seus hábitos alimentares e corrigir o que for necessário para prevenir o reaparecimento da celulite. Uma esteticista de confiança também é fundamental para o sucesso das sessões de tratamento, que devem ser bem executadas em uma clínica certificada.

As causas e a formação da celulite

Clinicamente chamada de Lipodistrofia Finóide (LDG), a celulite é uma alteração do metabolismo do tecido subcutâneo, que resulta nas conhecidas ondulações, atacando bumbum, coxas, barriga e braços.

O problema se apresenta mais efetivamente entre as mulheres por estar relacionado a hormônios presentes no organismo feminino, mas os homens também podem ter celulites. E ao contrário do que muitos pensam, também não é uma exclusividade de pessoas obesas; quem está em dia com a balança tem as mesmas chances de apresentar celulites.

Podendo ser identificado através de exames clínicos, como o ultrassom e a videotermografia, esse tipo de alteração cutânea também é facilmente reconhecido a olho nu. Toda mulher sabe que bastam uns apertõezinhos aqui e outros ali para localizar os furinhos.

As alterações que dão origem à celulite ocorrem no tecido adiposo, localizado entre a derme e os músculos. Acredita-se que essas modificações aconteçam por causa de uma deficiência nas trocas celulares do tecido gorduroso. O fluxo normal do organismo faz com que, através da corrente sanguínea, as células absorvam nutrientes e água e, então, eliminem as toxinas. Mas quando isso não acontece, as células se acumulam e interrompem a circulação, o que acaba congestionando o tecido e dificultando a irrigação.

Por se tratar de uma profunda alteração na estrutura epitelial, alguns especialistas consideram a celulite como uma doença e não um simples problema estético. Os fatores que podem levar a formação dessas estruturas vão desde variações hormonais – principalmente em períodos importantes como a adolescência, gravidez e menopausa –, hereditariedade, sedentarismo, tabagismo, problemas circulatórios, alimentação inadequada e até mesmo estresse.

Os melhores tratamentos estéticos

A variedade de procedimentos oferecidos por clínicas de estética aumenta mais a cada dia. No entanto, é importante saber exatamente a finalidade e as indicações de cada tipo de tratamento para poder alcançar os melhores resultados. Alguns aparelhos vão estimular a circulação sanguínea, outros se preocupam em quebrar as células de gordura e há ainda aqueles que aceleram o metabolismo – por isso é preciso saber exatamente as necessidades do seu corpo. Então conheça as dez técnicas mais procuradas quando o assunto é o combate às celulites:

1. Drenagem linfática

É uma massagem relaxante que visa eliminar o excesso de líquidos e toxinas retidos nos tecidos. Executado com as mãos, o tratamento é bastante eficiente no combate às celulites, além de aumentar a elasticidade das fibras de colágeno. A massagem é feita de maneira a levar os líquidos acumulados para a circulação linfática para que sejam então eliminados. A técnica também estimula o funcionamento circulatório e metabólico do organismo.

2. Ultrassom

Geralmente indolor, a técnica emite ondas que aquecem as camadas inferiores da pele enquanto agem no combate às celulites. O aparelho costuma ser usado após a drenagem linfática para acelerar o metabolismo e queimar as células de gordura, mas também pode ser associado a muitas outras técnicas, como a endermoterapia, por exemplo, para potencializar os resultados.

3. Powershape Platform

O aparelho possui tecnologia 6 em 1 que associa diferentes técnicas para eliminar as celulites. São quatro mecanismos de pulsos para o sistema de vácuo, junto com um ultrassom cavitacional e uma radiofrequência multipolar e tripolar. Com todos esses procedimentos integrados, o aparelho promove a quebra das células de gordura e estimula a produção de colágeno e elastina, deixando a pele mais lisa e uniforme. O tratamento é indicado para tratar celulites de grau dois. Recomenda-se dez sessões com intervalos de uma semana. Cada sessão custa aproximadamente R$ 380.

4. Cellutec

É um sistema de endermoterapia vibratória que atua com movimentos circulares e impulsos de vibração. O equipamento alcança as camadas mais profundas da pele, intensificando a circulação sanguínea e eliminando os depósitos de gordura. O número de sessões deve ser estabelecido em uma avaliação, mas a técnica trata celulite de todos os graus. Esse procedimento pode ser feito de duas a três vezes por semana e o preço de cada sessão varia entre R$ 120 e R$ 170.

5. TriActive Plus

O aparelho trabalha a partir do aquecimento e resfriamento da pele. Primeiramente, um laser vai aquecer o tecido subcutâneo, causando a dilatação dos vasos linfáticos e, logo em seguida, o resfriamento provoca a contração dos microvasos, que faz com que ocorra o estímulo do edema e uma melhora significativa da circulação. Todo esse processo se dá com o auxílio do vácuo, que potencializa os efeitos, com resultados semelhantes a uma sessão de endermoterapia. A técnica trata todos os graus, sendo que as celulites de grau um e dois costumam apresentar ótimos resultados com três sessões, em média. Já o tipo três pode precisar de oito a dez sessões e para a celulite grau quatro, que é a mais grave, pode ser necessário até 15 sessões. Os preços variam de R$ 180 a R$ 250 por sessão.

6. Reaction

O aparelho de tecnologia não invasiva age através da combinação de radiofrequência com terapia a vácuo. O tratamento pode ser feito em todos os graus de celulite, pois ele promove a redução do volume das células de gordura e estimula a circulação sanguínea. O resultado é uma pele mais lisa e uma melhora no contorno corporal. Para celulites mais leves são indicadas de quatro a oito sessões, já os outros casos precisam ser avaliados individualmente. Dependendo da região a ser tratada, as sessões podem custar de R$ 250 a R$ 450.

7. Uniform

A técnica funciona com um aparelho que utiliza radiofrequência unipolar com um aplicador de drenagem linfática mecânica. O principal diferencial desse tratamento é o estímulo do transporte de gordura líquida das camadas mais profundas da pele através do sistema linfático. Dessa maneira, ocorre a contração e a produção de novas fibras de colágeno. É recomendado para todos os graus de celulite e cada sessão custa cerca de R$ 300.

8. Manthus

Esse procedimento é bastante difundido por ser praticamente indolor e apresentar resultados rápidos. O aparelho usado na técnica combina ultrassom e correntes elétricas – o ultrassom é responsável por quebrar as células de gordura em partículas pequenas que os estímulos elétricos farão com que sejam eliminadas através da urina. A contraindicação é para pessoas que utilizam marca-passos e não podem ter contato com a corrente elétrica liberada pelo aparelho. As sessões podem ser feitas uma ou duas vezes por semana e o preço varia de R$ 50 a R$ 100, cada uma.

9. Carboxiterapia

Trata-se de um método mais invasivo e doloroso por contar com injeções, mas apesar disso apresenta bons resultados. Consiste na aplicação de CO2, um gás inerte, para preencher as camadas inferiores da pele. Além disso, promove a oxigenação do tecido, melhora as funções metabólicas, estimula a queima de gordura e aumenta a firmeza da camada superficial da pele. O tratamento pode demorar de 8 a 12 sessões para dar resultados e é indicado para tratar celulites grau um e dois.

10. Accent XL

A grande novidade do verão, o equipamento tem feito sucesso nas clínicas de estética por apresentar resultados rápidos. O funcionamento é através de radiofrequência, que aquece e contrai as fibras de colágeno, resultando em uma pele mais firme e com maior sustentação. O calor emitido pelo aparelho é distribuído de maneira uniforme e profunda, agindo diretamente na camada de gordura. É necessário fazer entre 10 e 15 sessões, que podem ocorrer de uma a duas vezes por semana. Dependendo da região a ser tratada, o preço da sessão vai variar entre R$ 500 e R$ 1 mil.

Vale lembrar que todos esses procedimentos devem ser acompanhados e executados por profissionais e clínicas certificados. Além disso, é importante estar atenta com a dieta e a prática de exercícios. Manter uma alimentação equilibrada e fazer exercícios regularmente garantem um corpo saudável por dentro e por fora.




Comente:

Nenhum comentário

Comente Sempre!