Sol e limpeza de pele não combinam





Algumas dúvidas já se tornaram cativas nos consultórios de dermatologistas e continuam em pauta entre homens e mulheres que procuram orientação profissional antes de entregar o rosto para uma limpeza completa. A relação entre o sol e a pele é uma delas.

Fazer a limpeza em pele bronzeada, por exemplo, não é uma atitude adequada. Após a exposição prolongada ao sol, a melanina (substância responsável pelo escurecimento da pele) está em plena atividade. Portanto, o contato com alguma substância mais agressiva pode provocar o aparecimento de manchas que vão ficar ainda mais evidentes quando o bronzeado sumir. Neste caso, um banho calmante pode ser a alternativa.

Outra questão é a possibilidade da exposição solar após a limpeza. Atitude que nem em pensamento pode dar certo. O ideal é ficar 48 horas sem se expor ao sol. Além disso, aplicar filtro solar com, no mínimo, fator 15, é essencial.

Cosméticos que tenham ácidos na composição também estão proibidos nesse período. A pele está sensível demais e eles podem causar manchas. A mesma recomendação vale para os cremes oleosos, que podem entupir os poros.

Fonte: Veja



Comente:

Nenhum comentário

Comente Sempre!