Rejuvenescimento facial: Conheça técnicas não invasivas para manter o rosto sempre jovem





Quem busca tratamento de rejuvenescimento facial quer reverter as mudanças anatômicas e estéticas que acontecem no rosto, em função do processo natural de envelhecimento e também em decorrência de hábitos, como exposição excessiva ao sol e tabagismo. Hoje, cirurgiões plásticos e dermatologistas recorrem a um vasto arsenal de métodos não cirúrgicos para tratar o envelhecimento cutâneo. 

Segundo Dr. Edilson Pinheiro (CRM-CE 6890), membro  especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), membro efetivo da Associação dos ex-alunos do Professor Ivo Pitanguy (AEXPI) e com especialização pela PUC-RJ, para recuperar a beleza de anos passados, os procedimentos não invasivos são os mais requisitados nos consultórios médicos, por quem deseja adiar a cirurgia plástica facial e manter a aparência rejuvenescida e atraente.

"Cada vez mais os pacientes estão procurando os cirurgiões plásticos com essa finalidade. Dentre os métodos mais solicitados e realizados dentro dos consultórios estão a aplicação da toxina botulínica, de ácido hialurônico, vários tipos de peelings, o roller – rolo com microagulhas que em contato com a pele atinge a camada mais profunda da derme e estimula a produção de colágeno e elastina que, consequentemente suavizam as linhas de expressão -, o uso da radiofrequência, como o Reaction - para tratamento da flacidez e os inúmeros dermocosméticos disponíveis no mercado para auxiliar no tratamento home care", relata o especialista.

Indicações x naturalidade

O cirurgião plástico explica ainda que cada técnica tem indicação para uma ou mais necessidades e que serão prescritas pelo médico após avaliação clínica. Nos casos de flacidez é preciso medir o grau do problema, mas geralmente o tratamento é realizado com radiofrequência. Manchas, poros abertos e textura da pele podem ser tratados com peelings e uso de dermocosméticos  que possuam ativos específicos para o tipo de pele da paciente. Já as rugas na região frontal, na glabela e ao redor dos olhos, também chamadas de "pés-de-galinha" podem ser amenizadas com a aplicação de toxina botulínica, enquanto que nas marcas de expressão, os preenchimentos com Ácido Hialurônico são os mais indicados e seguros.

"Antigamente as pessoas adoravam dizer que fizeram uma cirurgia plástica, pois era sinônimo de status. Mas, como as técnicas não eram tão aprimoradas, o resultado implicava em um rosto esticado, parecendo que todo o vento do mundo passou por ali. Hoje, com a evolução tecnológica, os pacientes preferem uma aparência mais natural possível, ausente dos sinais inerentes à realização de alguma cirurgia ou procedimento de rejuvenescimento. Não querem ter 60 anos com o rosto de 40, mas desejam ter 60 anos com aspecto de 60, com a pele bem cuidada, saudável e sem a evidência da realização de algum procedimento", relata Dr. Edilson Pinheiro.

Para obter um resultado natural no tratamento de rejuvenescimento, principalmente quando são aplicadas substâncias preenchedoras, o especialista alerta sobre a importância da utilização de produtos de altíssima qualidade e que sejam biocompatíveis, com baixo índice de intercorrências clínicas e temporárias.

"O uso de produtos definitivos devem ser evitados, pois o contorno facial sofre alteração de volume no processo de envelhecimento, resultado da perda e do reposicionamento do tecido facial. E a presença destas substâncias gera deformação e artificialidade. Por exemplo, se colocamos um destes preenchedores nas maçãs do rosto quando a pessoa tem 30 anos, pode até ser que fique harmônico, mas na faixa etária dos 50 anos este mesmo procedimento poderá deixá-la com uma aparência artificial, uma vez que a substância permanente endurece no organismo deformando o contorno facial. Daí a importância de usar produtos temporários  e que não denunciem o procedimento no futuro", explica Dr. Edilson Pinheiro. 

 

 

Eficácia

Em meio a uma gama de procedimentos estéticos de alta performance disponíveis no mercado, com objetivo de manter a face sempre jovem, será que existe um mais eficaz que o outro? Para o cirurgião plástico não existe uma técnica mais eficiente que a outra, e sim um conjunto de métodos que devem ser indicados para cada paciente individualmente, após uma boa avaliação, fazendo valer o bom senso estético e sabendo exatamente qual é o desejo do paciente.

"Independente da idade do paciente, o objetivo do tratamento de rejuvenescimento facial é prevenir a consolidação dos sinais de envelhecimento e pode ser realizado à medida que começam a aparecer os primeiros sinais  da passagem do tempo. Porém, o mais importante é saber identificar a real necessidade do paciente, indicar e aplicar o método que possibilita resultados mais naturais, sem alterar os traços originais, evitando distorções e o aspecto congelado da face", finaliza Dr. Edilson Pinheiro.




Comente:

Nenhum comentário

Comente Sempre!