Cansaço, genética, formação óssea e alergia podem ser causas de olheiras





Ter olheiras é um problema de grande parte da população e, apesar de não ter cura, pode ser controlado. O Bem Estar desta terça-feira (2) explicou alguns dos fatores que podem contribuir para o surgimento dessas manchas escuras debaixo dos olhos.

Segundo a dermatologista Márcia Purceli, o cansaço e a falta de sono são as causas mais conhecidas, mas ainda existem outras, como formação óssea, genética e alergias, como mostra o infográfico abaixo.

arte olheiras (Foto: arte / G1)

A pigmentação da pele também influencia e, quanto mais clara for, maior a tendência de desenvolver olheiras. Isso acontece porque a região logo abaixo dos olhos, chamada de pálpebra inferior, é onde fica a pele mais fina do corpo humano e, com a pele mais clara, essa região fica quase transparente, deixando visíveis os vasos sanguíneos.

Além do pepino e da batata, o soro fisiológico também ajuda a amenizar a escuridão. O que ajuda a reduzir a olheira, na verdade, é a temperatura fria, por isso utilizar um algodão com soro gelado é uma das opções.

Além do algodão com soro fisiológico gelado, outra dica é passar pomada para assadura com óxido de zinco com um pouco de óleo de amêndoa, que facilita a retirada da pomada. Como essa região não tem folículos, não corre o risco de aparecerem espinhas. Entre os tratamentos, estão também o laser e o uso de pomadas clareadoras.




Comente:

Nenhum comentário

Comente Sempre!