Cirurgia plástica aliada a exercícios físicos





http://www.imperiofeminino.com.br/wp-content/uploads/2016/03/atividade-fisica.jpg

Em geral, os exercícios físicos agregam muitos benefícios a saúde. E quando realizados de maneira correta pode melhorar os resultados de uma cirurgia plástica.  Para eliminar qualquer possibilidade de intervenção negativa nos resultados da cirurgia é preciso avaliar, caso a caso. Defende-se a prática dos exercícios após a cirurgia porque eles ajudam na manutenção dos resultados da plástica e melhoram o contorno corporal. A cirurgia plástica, sozinha, não opera transformações milagrosas na vida, ela integra um plano de bem-estar, que inclui atividade física e dieta alimentar equilibrada. Quando a pessoa não segue este plano, a tendência é que volte a engordar e a se sentir insatisfeita, como antes da cirurgia.

Sendo assim, os exercícios físicos fazem parte de uma série de medidas que podem potencializar os resultados por tonificar a musculatura bem como para servir de auxílio na manutenção dos resultados. Muitos exercícios ajudam a garantir ou até a intensificar os resultados finais da cirurgia. Por exemplo, fazer uma abdominoplastia e não seguir um programa de exercícios não significa que a cirurgia plástica não apresentará um bom resultado, mas, ao fazer abdominais, os músculos desta região se fortalecem, complementando o resultado cirúrgico.

Os exercícios físicos também auxiliam na prevenção do aparecimento da flacidez muscular, pois melhora a circulação sanguínea da pele, o que proporciona mais elasticidade. Exercícios físicos são fundamentais em cirurgias ligadas ao contorno corporal, como a lipoescultura ou lipoaspiração. Como os músculos estão abaixo da gordura e da pele, se eles estiverem tonificados, o resultado será melhor. Músculos tonificados por meio de exercícios físicos melhoram o contorno corporal, deixando a barriga mais reta.

Porém é muito importante não negligenciar o pós-operatório. É preciso respeitar o tempo de repouso estipulado, que varia de cirurgia para cirurgia e de paciente para paciente", destaca o cirurgião plástico. É importante salientar que, após a plástica, o paciente não deve retomar os exercícios por conta própria, é essencial o acompanhamento do cirurgião plástico e de um educador físico na decisão e procedimento.

A retomada das atividades deve ser gradual e sempre com o acompanhamento de um especialista. É importante seguir as orientações de maneira correta para que tais atividades não interfiram de forma negativa nos resultados. Fique linda, mas com saúde!

FONTE



Espero que você tenha gostado dessa abordagem. Dicas para Profissionais:
  • Livros sobre Estética
  • Curso online de Estética
  • Ebooks de Estética
  • Curso online de Taping Estético
  • Curso online de Microagulhamento Mecânico, Elétrico e por Infusão
  • Curso online de Carboxiterapia Científica, Descolamento Compartimental (DEEP Carboxi) e Hidrolipoclasia (HLC)
  • Curso online de Intradermoterapia

  • Comente:

    Nenhum comentário

    Comente Sempre!